Ir na Galeria

download.jpg

A primeira vez que fui na Galeria do Rock foi em 1987.

Um amigo tinha ido antes. Comprou “Rank” e “Louder Than Bombs” dos Smiths mas naquela outra galeria ao lado mais voltada a black music e onde fica a já classica loja “London Calling”.

Eu fui para conhecer pois tudo era novo para mim.Eram tempos ruins de brigas entre punks e headbangers.

A primeira loja que entrei foi a loja do Fabião do Olho Seco. Figura clássica do underground paulistano Fabião tinha sua loja de punk rock e hardcore. Lá vi os clássicos “Ataque Sonoro” e “Sub” em vinil, hoje raríssimos e o primeiro LP de uma banda punk lançado na América Latina “Crucificados Pelo Sistema” dos Ratos de Porão.

Ao contrário do que acontecia em São Paulo onde várias facções de estilos diferentes brigavam entre si por território e ideologia na zona leste , de onde sempre morei, pelo menos em meu bairro, era muito diferente. Gravávamos K7 com lados A de punk e lados B de metal. Não tínhamos isso.

Slayer e Ramones, Sepultura e Exploited. Tudo era legal.

Para meus amigos também acontecia algo mais estranho. Não tínhamos tribo. Eramos “roqueiros” para a turma do colégio. Mas era algo genérico. Nunca fui gótico (ou “dark” como era o apelido na ZL) ou metaleiro ou punk.

Lembro que o primeiro disco que vi na loja do Fabião foi “Orgasmatron” do Motorhead.

Naquele dia curiosamente comprei “Dead Man’s Party” do Oingo Boingo e “Kill ‘Em All” do Metallica. Andar pela Galeria, moleque de tudo, ver os punks, as lojas de vinil com tantas coisas legais (e pouco dinheiro para comprar, claro) era muito divertido.

Na volta comprei um salgadinho qualquer e uma coca. Andei até o Parque Dom Pedro para pegar o ônibus para casa.

E por anos pelo menos duas vezes por mês a diversão era ir na Galeria ver discos. Parece idiota em tempos de internet onde podemos ouvir e baixar qualquer coisa. Mas naquele tempo o prazer era fuçar as prateleiras, conhecer sons (logo depois também com a MTV) e observar o mundo pelos corredores da Galeria.

Hoje sei que ainda jovens vão lá fazer os “rolês” e espero que isso nunca acabe .

Andy

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s